6 coisas estúpidas que a maioria das pessoas pensam que são importante

 

Aqui estão seis coisas estúpidas que a maioria das pessoas pensam que são importantes.

A marca de suas posses

mc_laren

A maioria das pessoas vem sendo levadas a acreditar que adquirir um bem material caro, de uma marca “prestigiosa” vai instantaneamente como mágica, torná-las preciosas, bonitas e bem-sucedidas. E assim, baseiam toda sua autoestima nesses objetos materiais. Não surpreendentemente, elas se se sentem constantemente estressadas, cansadas, porque sempre estão em uma corrida incessante, tentando adquirir mais e mais para obter o melhor que está lá fora. Sempre obcecadas em comprar, ter mais e mais, acabam se esquecendo do que realmente importa na vida: Construir relacionamentos íntimos e significativos, seguir suas paixões e compartilhar seus dons com o mundo.

Artigo relacionado: 5 coisas estúpidas que a sociedade espera de você

A quantidade de “amigos” nas redes sociais

Facebook

A quantidade de amigos que temos nas redes sociais e “likes” que recebemos deles, nada mais são do que mera aparência. Muito se sabe que podemos contar nos dedos quais deles são realmente nossos amigos. Se você é uma dessas pessoas, perceba que ter apenas um ou dois amigos verdadeiros e genuínos é muito mais importante do que manter e demonstrar relações superficiais com centenas de pessoas.

O dinheiro em sua conta bancária

dinheiro

Não importa quanto dinheiro você tenha, nunca será o suficiente para preencher sua vida com alegria e liberdade. A maioria das pessoas desejam possuir mais e mais dinheiro, acreditando que dessa forma vão se sentir bem consigo mesmas e viver seus sonhos, mas mesmo quanto elas conseguem ganhar muito, mais cedo ou mais tarde acabam se sentindo decepcionadas e vazias, percebendo então que o dinheiro não é a chave que abre a porta para a felicidade. Em vez de lutar para ter sucesso em acumular riquezas financeiras, se esforce para ter sucesso em coisas que proporcionam a verdadeira realização na vida.

O número de horas que você passa ocupado todos os dias

ocupado

Muitos de nós tendem a pensar que somos mais importantes quando falamos sobre o quanto estamos ocupados em toda nossa vida cotidiana. No entanto nos esquecemos que quando nos mantemos ocupado dia após dia, sem ter tempo para relaxar nosso corpo e mente, acabamos nos preenchendo com um estresse imenso, que geralmente nos leva ao esgotamento físico e emocional. É muito bom estar envolvido com coisas que amamos fazer, mas não encontrar o tempo para descansar e recarregar nossas baterias pode ser muito prejudicial para nossa saúde e bem-estar.

O poder que você tem sobre os outros

poder

A sociedade competitiva em que vivemos nos condicionou a acreditar que provar nossa superioridade sobre os outros, melhora a autoconfiança e fornece uma sensação pessoal de sucesso. Então, dessa forma tentamos de inúmeras maneiras superar os outros e mostrar o quanto somos mais poderosos, melhores e inteligentes. O resultado? Nos sentimos alienados em um mundo onde percebemos todos como sendo inimigos. Nós também temos a sensação de que nosso poder é superficial e pode a qualquer momento ser roubado, o que nos deixa em constante tensão e medo.

O número de parceiros (as) com quem você já dormiu

love

Nós vivemos em uma sociedade tão sexualizada ao ponto em que as pessoas acham estranho quando alguém diz que não sente vontade de fazer sexo. (Seriam os assexuais a quarta orientação sexual?)

Isso piora com o fato de vivermos em uma cultura onde temos dificuldade para formar relacionamentos íntimos e amorosos com nossos companheiros seres humanos, então tentamos substituir o amor com sexo. Não importa quanto sexo fazemos, sempre vamos querer mais e mais – sem fim. Nós estamos nos tornando obcecados por sexo, mas o sexo não pode nos oferecer o que estamos realmente procurando – uma ligação amorosa. De hoje em diante, pare de procurar sempre pelo próximo parceiro para dormir e comece a procurar um parceiro com quem você possa compartilhar seu coração.

 

  • Este artigo foi útil para você?
  • Sim   Não


Load More Related Articles
Load More By Franklin Alexandre
Load More In Psicologia

Facebook Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Check Also

Por que fazer terapia e não um curso de Psicologia?

Muitas pessoas procuram o curso de Psicologia para ...