Sentimentos confusos podem ter muitas causas, incluindo o conflito de desejos. Quando nossos desejos não estão muito claros ou bem resolvidos, podemos entrar em uma série de sentimentos confusos. Uma das características desse tipo de sentimento é que ele vem acompanhado de vários, e não um só. Muitas vezes são tão diversos que nem mesmo sabemos como nomeá-los.

Leia também: Como explicar: 55 maneiras de dizer o que você está sentindo

Outra causa também inclui a falta de repertório para entender e resolver esses sentimentos. As sugestões aqui listadas podem ajudar a diminuir o tempo que você poderia levar para tentar entender seus sentimentos confusos.

Dicas de como resolver sentimentos confusos

1 – Tente olhar de fora

Tente olhar para si como se fosse outra pessoa. O olhar de fora se trata de uma técnica muito utilizada para tentar entender sentimentos confusos, que necessitam um olhar diferenciado. Se afastar do seu “eu” e olhar para seus sentimentos como se fosse outra pessoa pode trazer novas perspectivas, além de proporcionar uma visão ampliada das narrativas.

“Olhe só para essa pessoa, ela está confusa sobre isso e aquilo, principalmente porque ela acha que isso e aquilo deveria ser assim, mas acontece de outro jeito, então se sente dessa forma. Mas porquê essa pessoa acha que isso deveria ser assim?”

Durante esse “olhar de fora” é essencial que se faça perguntas que envolvem o porquê daqueles sentimentos. Pergunte porquê e o porquê, indo cada vez mais fundo, até chegar na raiz da questão.

2 – Faça Terapia

Definitivamente este é um excelente caminho para o autoconhecimento. Se você está passando por problemas, conflitos ou questões existenciais, falar com um profissional da psicologia é extremamente recomendável. O processo terapêutico segue uma proposta científica, baseada nos fundamentos da Filosofia e Psicologia. Através das intervenções que acontecem em contato com o/a terapeuta, é possível fazer muitas descobertas sobre você mesmo/a e possivelmente solucionar seus sentimentos confusos.

Fazer terapia deveria ser tão comum como ir para a escola. Apenas o fato de você ser um ser humano vivendo em sociedade, com sua individualidade, idiossincrasias, história de vida, já o classifica como um sujeito apto a terapia. A modernidade estabelece uma estrutura que favorece os conflitos internos e consequentemente o sofrimento, tornando assim, a terapia como algo fundamental para todos nós.

Deve-se notar que todas sugestões aqui listadas complementam uma a outra.

Leia também: 10 sinais de que você precisa fazer terapia

3 – Leia sobre Filosofia

A filosofia é fundamental para todo processo científico, tal como tentar entender nossos sentimentos confusos. É através dos questionamentos que procuramos diminuir as incertas que nos cercam. Embora filosofar seja uma possibilidade para todos, existem maneiras que ajudam a aperfeiçoar o raciocínio filosófico. Uma delas é justamente lendo sobre filosofia.

A palavra filosofia significa amor pela sabedoria, nesse sentido, filosofar é pensar, questionar, buscar a sabedoria em nossa volta. Quando não fazemos isso, passamos a viver em um estado de repetição, onde muitas coisas acontecem, mas internamente não possuímos repertório para interpretar de formas diferentes e consequentemente chegar em conclusões diferentes.

Ler sobre os pensadores que abriram caminho para muitos dos saberes que existem hoje, é um bom começo para desenvolver um senso crítico de realidade e proporcionar muitas descobertas sobre si mesmo e o mundo.

Comece lendo sobre os Pré-Socráticos, depois passe para Sócrates, Platão e Aristóteles. Para ajudar, é possível encontrar a coleção “Os Pensadores” em PDF neste link.

Post Atualizado em: