Será que você está com raiva reprimida e não sabe?

Não se trata apenas de "raiva", mas também os sentimentos que chamamos de "irritação", "aborrecimento" ou "estresse". Somos ensinados a evitar expressar esses sentimentos e evitá-los sempre que possível. Infelizmente muitas pessoas não conseguem controlar os sentimentos negativos e eles por sua vez acabam controlando não somente a expressão como também a consciência. 
 

Se você não sabe que está com raiva, não significa que você não está com raiva. É justamente a raiva que você não tem conhecimento que causa mais danos a você e aos seus relacionamentos.Freud certa vez comparou a raiva com a fumaça de um antigo fogão a lenha:

A fumaça do fogão a lenha é normalmente liberada pela chaminé; se a via normal (a chaminé) é bloqueada, a fumaça vai acabar escapando de maneiras inesperadas – em torno da porta, através das grades, etc, sufocando todos na cozinha. Agora, se todas as vias de escape da fumaça são bloqueadas, o fogo se apaga e o fogão para de funcionar.

Aqui está uma lista para que você possa verificar se você está reprimindo sua raiva. Todos eles geralmente é um sinal de raiva não expressa e reprimida.

  1. Procrastinação na conclusão das tarefas impostas.
  2. Atrasos permanentes ou habituais.
  3. A preferência para o humor sádico ou irônico.
  4. Sarcasmo, cinismo ou irreverência nas conversas.
  5. Suspiros frequentes.
  6. Sorrir quando está machucado ou com raiva.
  7. Sonhos perturbadores ou assustadoras frequentes.
  8. Tédio, apatia, perda de interesse em coisas que geralmente eram interessantes.
  9. Pescoço, ombros, e músculos cronicamente rígidos ou doloridos.
  10. Ficar cansado mais facilmente do que o habitual.
  11. Irritabilidade excessiva.
  12. Ficar sonolento em momentos inapropriados.
  13. Dormir mais do que o habitual – talvez de 12 a 14 horas por dia
  14. Acordar cansado e pouco revigorado
  15. Depressão crônica – longos períodos se sentindo para baixo sem nenhum motivo.
  16. Voz monótona ao falar.
  17. Dificuldade em conseguir dormir ou acordar durante a noite.
  18. Úlceras estomacais.
  19. Tiques faciais, movimentos espasmódicos, habitual aperto do punho e atos físicos repetidos semelhantes feito de forma não intencional ou inconsciente.
  20. Ranger os dentes
 
Da mesma forma que uma expressão de raiva pode ser disfarçada/bloqueada, assim como acontece com a chaminé, este bloqueio pode ser prejudicial para si e para os outros. Nossas expressões não podem ser sufocadas, pois elas são um esforço para proteger a nós mesmos. Ao reprimir continuamente os nossos sentimentos, nós nos convencemos que não estamos com raiva; é quando é raiva bloqueada "vaza" de modo inadequado causando alguns dos sintomas listados acima.
 
Todos os itens da lista são um "sinal de perigo" que diz que estamos com sentimentos negativos presos dentro de nós. É claro que cada um deles podem sim ter outras causas, além da raiva. (por exemplo, procrastinação pode ser devido a um medo irracional em errar.) Mas a presença de qualquer um deles já é motivo suficiente para que você passe a olhar os os ressentimentos enterrados dentro de si.
 
Se você é humano, você vai encontrar alguns sintomas. Se você tem sorte, você já vai ter aprendido algumas formas de descarregar esses sentimentos. Se você é como a maioria de nós, você terá que desaprender alguns velhos hábitos antes de aprender novas formas de lidar com esses sentimentos – formas construtivas, ao invés de destrutivas.