Como não sofrer esperando mensagem de resposta no WhatsApp

Certa vez eu estava ouvindo um ensinamento do Lama Padma Samtem onde ele explicava que a origem do sofrimento vem da ignorância, ou seja, nós sofremos porque faltam certos conhecimentos que poderiam trazer uma visão mais lúcida para interpretar uma determinada situação. Sendo assim, muitas vezes nós sofremos mentalmente por situações como esta: esperar uma mensagem de resposta no WhatsApp.

Eta, alma, buraco sem fundo
Que se vive tentando preencher
Com deuses, com terapia
Cartão de crédito, academia

Esse trecho da música “Boa Aberta” da banda Pitty resume bem como nós procuramos algo para preencher nossas vidas. Muitos preenchem com lances românticos e mensagens bonitas correspondidas por WhatsApp. E diversos filósofos desenvolveram teorias e linhas de pensamento tentando explicar porque nós procuramos outra pessoa para aumentar nossa felicidade, mas nenhum obviamente conseguiu explicar de forma satisfatória. A questão é que sempre estamos criando expetativas e esperando que o outro nos faça feliz, mas dificilmente isso acontece.

Todos nós temos um smartphone e muitos de nós passamos praticamente o dia inteiro com eles. Usamos como despertador, player de música, câmera, enfim, N coisas. A agonia é grande quando alguém nos deixa no vácuo porque:

“Não é possível que essa pessoa durante todo o dia não teve 30 segundos para parar e me dar uma satisfação, responder minha pergunta, meu oi, meu bom dia”

E trocamos textos com parentes, amigos, pessoas do trabalho, conhecidos, empresas e etc. O engraçado é que todas essas mensagens tem o poder de balançar nosso emocional, mas parece que quando trocamos mensagens com alguém que temos uma relação romântica….ahh ai a coisa complica.

Parece que o aplicativo se instala em nossa mente, fica tocando, repassando reinterpretando as mensagens, lembrando de minuto em minuto que o ser não respondeu e ainda por cima dizendo que existe algo errado.

Definidamente essa é uma situação muito desgastante. Consequentemente maioria dos problemas psicológicos são causados por nossas próprias confusões e dificuldades em resolver nossos problemas.

Questão de interesse

Nossas relações giram em torno de interesses. Nos interessamos por algo que o outro pode oferecer e buscamos isso, ou seja, se o outro te deixou no vácuo ou não respondeu da forma como você esperava pode haver muitas explicações. Para facilitar eu apresento as principais e mais aceitáveis:

Não há interesse – Quem quer procura. Não adianta criar indiretas, fazer grandes esforços, chorar, perguntar por que não responde etc. Nada disso adianta se a pessoa não tem interesse imediato.

Coisa da sua cabeça – Quando demoram para responder ou nos deixam no vácuo, é importante lembrar que a maioria das coisas ruins acontecem somente na nossa cabeça. Nós criamos muitas estórias tristes, nós criamos as situações que nos deixam em vulnerabilidade. Não podemos nos esquecer que cada pessoa com quem nos relacionamos está vivendo sua própria vida em uma bolha, em seu mundo de realidade.

Pasmem – Já pensou que a pessoa demorou para responder porque estava ocupada? Ou que deixou no vácuo porque leu, mas esqueceu de responder (isso volta na questão de interesse). Ou sei lá, qualquer outra coisa.

Se nada disso resolver….

Você pode cavar fundo o problema se perguntando:

“Por que não receber a resposta está me incomodando?”

É nesse tipo de pergunta que encontramos a resposta fundamental. Obviamente nós já temos a resposta, mas relutamos em admitir e acabamos acobertando a verdade agindo de formas confusas.

Sobretudo, não devemos sofrer por isso porque afinal quem está perdendo é o outro.