20 sinais de dependência emocional (e não amor) com seu parceiro(a)

Você ama verdadeiramente o seu parceiro(a) ou apenas tem dependência afetiva?


Você já começou a gostar muito de uma pessoa, ou se envolveu em um romance intenso, para descobrir mais tarde que tudo não passava de uma idealização?

Você fez seu parceiro à imagem de um amante perfeito, em vez de descobrir a sua verdadeira natureza? Você olhou para ele em busca de um senso de propósito, identidade e valor próprio?

Muitas vezes podemos nos sentir apaixonados, mas, na verdade só estamos tentando lidar com sentimentos de carência, aprovação e dependência emocional/afetiva.

Vinte sinais de que o seu relacionamento pode ter mais a ver com dependência emocional do que com amor genuíno. Se seu parceiro(a) parece se encaixar no padrão descrito aqui, é interessante que reflita sobre o que significa e o que espera atingir com esse relacionamento.

20 sinais de que você tem dependência emocional e não está apaixonado(a)


1. Costuma ficar com ciúmes quando seu parceiro passa tempo com outras pessoas.

2. Seu parceiro ou você está se afastando de amigos e atividades que costumavam ser importantes e prazerosas.

3. Se sente possessivo com o seu parceiro. Não confia em outras mulheres/homens ao redor dele/dela. Teme que seu parceiro seja roubado ou se apaixone por outra pessoa.

4. Mudou seu time de esporte favorito, práticas espirituais ou posição política para agradar seu parceiro.

5. Quando seu parceiro não está presente ou conversando pelo WhatsApp, se sente vazio, sozinho ou entediado.

6. Precisa de lembretes constantes de que seu parceiro te ama. (como demonstrações de carinho)

7. Cancela planos com a família ou com amigos para passar mais tempo com seu parceiro.

8. Procura/espera elogios.

9. Gosta de ter algum nível de controle sobre seu parceiro. Se o mesmo não faz o que quer, se sente perturbado(a).

10. A validação do seu parceiro é mais importante que a sua.

11. Se terminar o relacionamento, teme não conseguir seguir em frente com sua vida.

12. Seu parceiro precisa atender a expectativas específicas. Caso contrário, você não se sente amado ou seguro.  

13. Pressiona seu parceiro a fazer ou dizer coisas com as quais ele não se sente confortável.

14. Cede à pressão do seu parceiro para dizer ou fazer coisas com as quais você não se sente confortável.

15. Se seu parceiro não ligar ou responder quando você espera, sente ansiedade e fica se perguntando se ele não te ama mais.

16. Seu senso de autoestima depende da afeição e aprovação do seu parceiro.

17. Está mais focado nos sentimentos do seu parceiro por você do que na identidade e na personalidade dele.

18. Sente que pode transformar seu parceiro na pessoa com quem deseja estar.

19. Quem é seu parceiro por dentro não importa tanto quanto quem ele parece ser na frente e de outras pessoas.

20. Tende a idealizar as pessoas e depois se desfaz quando elas não correspondem à sua imagem delas.


O tratamento para dependência emocional

Amor é diferente de carência. Duas pessoas verdadeiramente apaixonadas são capazes de confiar, respeitar e aceitar uma à outra.

Esses atributos são raros em um relacionamento emocionalmente dependente. O verdadeiro amor envolve conhecer e amar a si mesmo, e depois dar o mesmo a outra pessoa.

É assim que dois seres humanos são capazes de construir uma vida feliz, juntos.

Se você se encaixou em um padrão de dependência afetiva, pode levar algum tempo para se encontrar, mas é possível superar isso.

Infelizmente não existe uma lista de dicas para você fazer isso porque é algo muito particular da história de cada um e depende de muita reflexão e observação de si mesmo. (todos nós deveríamos fazer terapia, mesmo sem estar com um problema específico)

O que há em comum nas pessoas livres de dependência emocional é o fortalecimento. Uma pessoa fortalecida confia em si mesmo e tem forças para não permitir que o outro sobreponha vontades sobre as suas.

É largar a máscara do falso-self, assumir quem verdadeiramente é, e dizer sem medo ao parceiro o que realmente quer e espera da relação.

Quando você ama, não peça amor em troca – se você fizer isso, seu amor não é genuíno.

Post Atualizado em:

Mundo Interpessoal

Comentários do Facebook