11 sites para checar de notícias falsas, fatos, fake news

Nosso texto mais recente foi sobre como começar a escolher um bom candidato nas eleições 2018, o que levantou uma questão muito importante que é a checagem de fatos. Época de eleição é historicamente conhecida por ter um alto índice de Fake News, confundindo, distorcendo e enganando muita gente. O Facebook, (também dono do WhatsApp) por onde circulam grande parte das Fake News, se mostrou preocupado com essa questão, lançando então um projeto para tentar diminuir a disseminação dessas correntes malignas. O projeto inclui dicas para identificar uma notícia falsa, e apoio e integração na rede com as principais agências de fact-checking do Brasil.

Atualmente o Brasil possui 3 agências certificadas pela International Fact-Checking Network (IFCN), uma organização internacional que estabelece princípios de verificação de fatos, garantindo a qualidade e seriedade da apuração.

As principais fontes de checagem de fatos.

Certificadas pela International Fact-Checking Network (IFCN):

Agência Lupa

É de fato a primeira agencia especializada em fact-checking do Brasil. Está inclusive associada a International Fact-Checking Network (IFCN), a rede mundial de checadores de fatos, reunidos em torno do Poynter Institute. A Lupa faz checagem não só de questões políticas, como também faz cobertura sobre economia, cidade, cultura, educação, saúde e relações internacionais.

Aos Fatos

Especialista por assim dizer em checagem de fatos do discurso público, então aqui você encontrará muita investigação sobre política. Aos fatos também foi chamada para fazer uma parceria com o Facebook, com isso criaram o projeto “Fatima”, que orientará as pessoas sobre como trafegar no universo de informações na internet.

Pública

Parece que todas agências de fact-checking querem ser conhecidas como a primeira. A pública se define como a primeira sem fins lucrativos, com reportagens pautadas pelo interesse publico. Truco é o nome do projeto da Pública que verifica falas, correntes, e informações em circulação na internet ou em redes sociais para saber se são verdadeiras ou não.

Sem certificação IFCN:

Projeto Comprova

Um projeto que reúne jornalistas de 24 diferentes veículos de comunicação brasileiros para descobrir e investigar informações enganosas, inventadas e deliberadamente falsas durante a campanha presidencial de 2018. Espero que eles continuem o projeto após as eleições.

 

É ou não é

Projeto piloto do site G1 sobre verificação de fatos. A checagem ocorre sobre as notícias que viralizam nas redes sociais.

É isso mesmo?

Blog formado por uma equipe de jornalistas do GLOBO especializados em checagem de informações apresentadas por políticos, lideranças ou disseminadas por usuários de redes sociais.

Uol Confere

checagem e esclarecimento de fatos do site Uol, com variedade grande de temas.

Boatos

Diferente das três indicações acima, Boatos ainda está em uma fase informal, fazendo a cobertura de fake news mais populares como a recente notícia de ovos de plastico que chegaram da China. Não está muito claro como funciona o processo de checagem de fatos, mas é válido dar uma conferida.

E-farças

Mais um site de fact-checking informal, no ar desde 2002, faz uma cobertura muito parecida com a do Boatos. Porém o fato de não ser reconhecido pelo IFCN não garante a qualidade da verificação, assim como um processo de investigação criterioso e de qualidade.

Coca-Cola

Até a Marca de Refrigerantes Coca-Cola entrou na onda do fact-checking, disponibilizando uma página sobre boatos que circulam a mídia envolvendo claro, o próprio refrigerante, mas também é possível encontra uma checagem sobre vários outros assuntos relacionados a alimentação e saúde.

Quatro Cantos

Infelizmente o Quatro Cantos ou Patrulhas Virtuais parou de fazer atualizações em fevereiro deste ano, ele vinha divulgando vários sites falsos com vírus, páginas clonadas para roubo de informação e algumas Fake News.