Será que você está com uma crise de ansiedade? Talvez um transtorno de ansiedade? Ou quem sabe, seja só uma ansiedade circunstancial? Tire suas duvidas com o quiz de ansiedade (DASS-21) e descubra como anda seus níveis de ansiedade.


Índice de conteúdo:

Introdução – Leia para entender o contexto
Teste online de ansiedade
Entendendo a Ansiedade – Informações úteis


Sentir ansiedade é algo perfeitamente natural, inclusive faz parte dos nossos mecanismos de defesas, mas há uma medida certa. O problema surge quando os excessos começam a interferir de modo efetivo em questões que giram em torno do bem estar.

Conheça um teste simples, prático e rápido, conhecido como “Depression, Anxiety and Stress Scale (DASS-21)” desenvolvido por pesquisadores da Universidade de New South Wales, na Austrália.

Se trata de um teste muito utilizado no mundo todo para identificar distúrbios emocionais.

Importante lembrar que não se trata de um diagnóstico conclusivo, ele se baseia apenas na observação da sua rotina na última semana e de forma alguma dispensa a necessidade de uma orientação profissional.

Ao realizar o teste, preste atenção nas perguntas. Elas contribuem muito para o processo de autorreflexão. No fim do teste, pense sobre algumas perguntas que foram feitas e tente fazer uma autoanálise, procurando identificar os processos que te causam ansiedade.

Mas vá com calma, se sentir que essa ação está te afetando negativamente, interrompa.

Teste online seu nível de ansiedade – Resultado na hora!

Informações úteis sobre a Ansiedade:

  • Quando procurar ajuda profissional para tratar a ansiedade?

    A ansiedade pode ser debilitante, por isso, é importante procurar ajuda profissional caso os sintomas sejam graves.

    Sentir ansiedade durante vários dias seguidos, somada ao resultado positivo do teste (aconselhando a procura de um profissional), pode ser um sinal de um distúrbio de ansiedade.

    Não importa se está sentindo ansiedade há anos, meses, ou dias, se sentir que suas emoções estão interferindo em sua vida, procure ajuda profissional.

    Psicólogos e Psiquiatras são os profissionais adequados para tratar distúrbios de ansiedade. Os mesmos utilizam vários mecanismos de tratamento, como por exemplo a terapia comportamental cognitiva, ou medicamentos no caso dos Psiquiatras.

    É comum tratamento de ansiedade acompanhado por um(a) Psiquiatra e Psicólogo, os dois profissionais trabalham em equipe. Jamais procure outro tipo de profissional para tratar ansiedade.

    Trabalhar com um profissional da saúde pode ajudar a gerenciar sua ansiedade e reduzir os sintomas de forma segura. Lembre-se que o Sistema Único de Saúde (SUS) oferece atendimento de qualidade e gratuito, basta procurar uma Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima de sua residência.

  • Maneiras naturais de reduzir a ansiedade

    Existem muitas maneiras naturais de reduzir a ansiedade e ajudar você a se sentir melhor:

    Manter uma dieta saudável: dietas ricas em vegetais, frutas, carnes magras, peixes, nozes e grãos integrais podem diminuir o risco de desenvolver distúrbios de ansiedade. Lembrando que apenas a dieta não é suficiente para tratar a ansiedade.

    Consumir probióticos e alimentos fermentados: tomar probióticos (Por ex. Yakult) e ingerir alimentos fermentados têm sido associados à melhoras na saúde mental.

    Reduzir o consumo de cafeína: a ingestão excessiva de cafeína pode piorar os sentimentos de ansiedade em algumas pessoas, especialmente em casos com transtornos de ansiedade prévio.

    Abstinência alcoólica: transtornos de ansiedade e o abuso de álcool estão fortemente ligados, portanto, ficar longe de bebidas alcoólicas pode ajudar muito.

    Parar de fumar: fumar está associado a um aumento do risco de desenvolver um transtorno de ansiedade. O abandono do vício está associado à melhora da saúde mental.

    Prática regular de exercício físico: o exercício físico regular está associado a um risco menor de desenvolver um transtorno de ansiedade.

    Meditação: Inúmeros estudos apontam que a prática de meditação pode ajudar a reduzir os níveis de ansiedade.

    Praticar Ioga: Demonstrou-se que a prática regular de ioga reduz os sintomas em pessoas diagnosticadas com transtornos de ansiedade.

Quais são os tipos de ansiedade?


A ansiedade se manifesta de diversas formas, podendo atingir áreas específicas da vida diária ou ter um alcance mais amplo. Conheça os tipos mais comuns:

Transtorno de ansiedade generalizada
De acordo com a psiquiatra Carla Salati Levorato, quando estamos falando de Transtorno de Ansiedade Generalizada, os sintomas são preocupação excessiva e antecipatória e pensamentos ruminantes, além dos físicos como falta de ar, tensão muscular, palpitações e suor frio. Ocorre quando a ansiedade persiste por longos períodos de tempo e passa a interferir nas atividades do dia a dia.

Síndrome do Pânico
No Transtorno do Pânico, a pessoa apresenta crises de falta de ar, taquicardia, sudorese, tonturas, formigamento pelo corpo, sensação de quentura e esfriamento do corpo, entre outros sintomas que duram aproximadamente 20 minutos e o paciente tem a impressão de está infartando, enlouquecendo ou de estar perdendo o controle.

Diante dessa situação, passa a ter medo de novas crises, termo conhecido como “Medo do medo”, e a ter comportamentos evitativos ou seja, evita ir a lugares onde acredita que possa ter crises.

Fobia social
A característica mais forte é o extremo desconforto, chegando a pavor, em situações sociais, principalmente se a pessoa estiver em um ambiente novo, com pessoas estranhas. A pessoa fica apavorada com a simples ideia de falar em público ou mesmo ir a uma festa e começa a evitar qualquer interação social.

Agorafobia
A pessoa que convive com a “agorafobia” tem a crise desencadeada quando está em locais ou situações onde, em caso de emergência, possa ser difícil ou embaraçoso escapar ou ainda onde possa não existir auxílio disponível. Esses sintomas aparecem geralmente quando se está fora de casa desacompanhado ou no meio de multidão, em filas ou dentro de ônibus e aviões.

Transtorno obsessivo compulsivo
Conhecido popularmente pela sigla TOC, é um distúrbio psiquiátrico de ansiedade. Caracterizado por crises recorrentes de pensamentos obsessivos, intrusivos e por comportamentos compulsivos e repetitivos. Para aliviar a ansiedade gerada pelos pensamentos recorrentes, a pessoa adota rituais repetitivos – é comum passar o dia inteiro entre checagens, repetições e validações, o que traz consequências negativas para a vida.

Post Atualizado em: