Um sinal simples de que você pode estar com depressão

O sintoma ocorre em 50% das pessoas com depressão.


A dor física é um sinal surpreendentemente comum de depressão, revela a pesquisa. A pesquisa ainda diz que pelo menos um terço desses sintomas não tem explicação médica.

Sintomas como dores de cabeça, dores de estômago, tontura, dores musculares e nas pernas estão presentes em mais da metade das pessoas com depressão.

Os sintomas físicos da depressão são tão comuns quanto os emocionais, como o mau humor, falta de motivação e cansaço. Mesmo após um tratamento bem sucedido com antidepressivos, os sintomas físicos podem permanecer após os emocionais terem melhorado.

O professor Kurt Kroenke, que liderou o estudo, disse:

“A depressão é um fator de risco para sintomas de dor. Relatos de dor – como dores musculares, dores de cabeça, dores nas pernas – são duas ou três vezes mais comuns em pessoas com depressão ”.

As conclusões vêm de um estudo realizado com 573 pessoas deprimidas que visitaram 37 clínicas diferentes nos EUA. Os resultados revelaram que os antidepressivos comuns foram menos eficazes quando os sintomas físicos foram mais graves.

Em um terço dos pacientes, os sintomas físicos duraram mais que os emocionais.

Segundo o Professor Kroenke:

“Os sintomas físicos podem não responder ao tratamento antidepressivo comum, tanto quanto os sintomas emocionais. Mesmo que os sintomas físicos possam estar relacionados ou agravados pela depressão, eles podem demorar mais do que os sintomas emocionais ”.

E continuou:

“Enquanto os sintomas físicos mostraram, em média, alguma melhora com o tratamento antidepressivo, a melhora foi tipicamente menor do que a relatada para os sintomas emocionais. A maior parte da melhora dos sintomas físicos ocorreu no primeiro mês de tratamento, enquanto os sintomas emocionais continuaram melhorando ao longo de um período de nove meses ”.

Diagnóstico

A depressão requer um diagnóstico médico, se você está em dúvida sobre seu caso clínico, você pode fazer esse teste e verificar se você deve procurar ajuda.

Você pode conferir todos os detalhes da pesquisa no artigo original (em inglês) https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2517936/