“Cada Nascimento me dá esperança”.

Madonna (God Control)

Madonna não poderia ser mais feliz no sentimento que colocou na letra da música God Control. De fato, o nascimento de uma vida é algo fascinante e muito belo.

Se bem esse pensamento pode variar um pouco dependendo do pais e do momento em que você vive, recomendamos o documentário “One Child Nation”, produzido pela Netflix, para entender melhor como um nascimento de uma vida pode significar algo bem ruim.

Alguns casais que não conseguem conceber um bebe da maneira tradicional, aceitam a realidade ou decidem mudá-la, adotando uma criança ou tentando alternativas como a fertilização in vitro (FIV).

Patricia e Kimberly O’Neill escolheram a última, mas não estavam totalmente cientes de tudo que as aguardava.

Elas se casaram em 2017 e tentavam engravidar desde 2014. No entanto, depois de consultar um médico de fertilidade para inseminação intra-uterina e tendo duas tentativas fracassadas, elas se voltaram para a fertilização in vitro.

Após quatro abortos e o diagnóstico do Fator V de Leiden, uma condição de coagulação do sangue, elas não sabiam se deveriam continuar tentando, mas acabaram decidindo prosseguir. Elas trabalharam com um médico especializado no Fator V Leiden e deram as boas-vindas a um bebê saudável, London, em 3 de agosto de 2018.

No entanto, quem vê esse bebe lindo e saudável, nem imagina o que aconteceu durante os quatro anos antes de seu nascimento: Três abortos espontâneos e 1.616 injeções de fertilização in vitro.

https://web.facebook.com/packerfamilyphotography/posts/1168360729986286

Os O’Neills contrataram Samantha Packer da Packer Family Photography para tirar fotos de bebê e da família, mas não faziam ideia de que uma dessas fotos serviria de inspiração para inúmeras pessoas ao redor do mundo.

Na foto, London, com duas semanas de idade, fica no meio de dois corações criados a partir de centenas de agulhas de fertilização in vitro (FIV) que as O’Neills usaram para concebê-la. London estava bem enrolada, a uma boa distância das agulhas, e cada agulha estava firmemente coberta.

Packer compartilhou a imagem no Facebook, com a legenda:

“Quatro anos, sete tentativas, três abortos e 1.616 injeções.”

Esta foto de London reflete sobre a longa e árdua jornada que seus pais tiveram sob uma nova luz – uma luz de força, esperança, perseverança e amor.

“Queremos que a foto [de London] traga esperança para as mulheres que não têm esperança nesta jornada e uma voz para as mulheres que têm medo de falar sobre isso… Ficamos surpresas e chocadas quando vimos a montagem. Ficamos impressionadas de alegria ao ver a conclusão milagrosa de nossa jornada na foto.”

Patricia disse que espera que a foto também sirva como um lembrete para as pessoas que tentam iniciar uma família “chorando quando precisam, rindo quando podem” 

Fontes:
www.independent.co.uk
www.buzzfeed.com

 

Post Atualizado em: