Você é um escravo do seu trabalho?

escravidão assalariada

 

“Arrume um emprego, trabalhe, se case, tenha filhos, seja antenado, seja normal, ande na calçada, assista isso ou aquilo, obedeça a lei, economize para a velhice. Agora repita comigo: Eu sou livre” ~Desconhecido.

Felizmente, a maioria das pessoas já entendem o absurdo que é a prática da escravidão literalmente. No entanto, existem outras formas de escravidão, que não parecem ser e passam despercebidas: A escravidão assalariada.

Nós temos a capacidade tecnológica de alimentar, abrigar e suprir todas as necessidades e desejos básicos da humanidade, entretanto, o sistema econômico nos impede de viver em um mundo de abundância que poderíamos criar se quisermos, pela simples razão de que o dinheiro é escasso e, portanto, nem todas as pessoas podem se dar ao luxo de viver uma vida decente.

E nesse sistema, a maioria das pessoas são obrigadas a se submeter à escravidão assalariada – quer queira quer não, a competir uma com as outras por empregos que lhe permitam simplesmente sobreviver, sempre se sentindo financeiramente instável, o que lhes causa um tremendo estresse e infelicidade.

Se você, neste momento estiver se perguntando se você é um escravo do seu trabalho, estes 4 sinais revelarão “a verdade”:

1. Você se sente forçado a trabalhar.

Trabalho é imensamente belo quando feito por amor a contribuir para o bem-estar do mundo . No entanto, a maioria das pessoas não trabalham porque amam o que estão fazendo ou fora de seu desejo de compartilhar seus dons para o mundo. Pelo contrário, odeiam seu trabalho, e o fazem apenas porque se sentem compelidos a fazê-lo. Eles se submetem ao seu trabalho, apenas para que eles possam ganhar dinheiro, algo que nunca iria escolher fazer, se tiverem a oportunidade de viver bem sem ter que fazê-lo.

Anexo: 5 Coisas que você pode aprender ao decidir largar seu emprego

2. Você tem um chefe.

Uma vez que o salário de maioria das pessoas depende de seus empregadores, eles têm que vê-los como patrões e ceder a sua vontade. Um sinal claro de que a maioria das pessoas são escravos para o seu trabalho é que eles não podem ter uma palavra a dizer e expressar-se criativamente na realização de uma tarefa. Eles apenas têm de obedecer às ordens dadas a eles por aqueles acima deles na hierarquia de trabalho.

Anexo: Um chefe tem poder, um líder influência

3. Seu trabalho desperdiça seu tempo.

O horário normal de trabalho dos países do mundo é de cerca de 8 horas por dia, o que significa que cerca de metade da vida da maioria das pessoas é de propriedade de seus empregadores, e eles desperdiçá-lo fazendo coisas que odeiam fazer! Se por liberdade que significa a opção de passar o nosso tempo a maneira que gostam de passar, então isso significa claramente que todo mundo que tem um trabalho “normal” é nada mais que um escravo.

Anexo: Como transformar sua vida em uma jornada incrível

4. Seu trabalho drena totalmente sua energia.

Diferente de desperdiçar o seu tempo , um trabalho também é muito consumo de energia. Depois de ter trabalhado por cerca de 8 horas em condições de estresse, a maioria das pessoas retorna a sua casa sentimento totalmente exausto, não ter mais energia para fazer nada criativo que lhes dá alegria e melhora a qualidade de sua vida.Toda a sua energia foi desperdiçada durante o trabalho, deixando-os fisicamente, emocionalmente e mentalmente drenado.

(…) “Como, diabos, pode um homem gostar de ser acordado às 6h30 da manhã por um despertador, sair da cama, vestir-se, alimentar-se à força, cagar, mijar, escovar os dentes e os cabelos, enfrentar um trânsito para chegar a um lugar onde basicamente o que fará é encher de dinheiro os bolsos de outro sujeito e ainda por cima ser obrigado a mostrar gratidão por receber essa oportunidade?” (…) – Charles Bukowski

Boa parte do que você leu nos parágrafos acima, fazem parte de um pensamento anarquista e socialista, e não é isso que queremos visar neste artigo. A questão aqui é que eu e você vivemos em uma sociedade capitalista, onde toda nossa organização é baseada no trabalho assalariado, então não faz muito sentido remar contra essa maré, afinal, estamos no mesmo barco.

Você pode até montar um negócio próprio, buscar outras fontes de renda, mas não conseguirá escapar do sistema em que vivemos. A minha sugestão é que você faça as malas e se mude para um vilarejo nos Himalaias, ou aprenda a ser feliz em meio a isto.

É possível ser feliz em meio a isto?

“Se a gente olhar na perspectiva comum, nós vamos sempre tropeçar nisso. Nós vamos fazendo esforços, aspirando que as coisas nos recompensem, que elas sejam felizes para nós. Então por exemplo, uma pessoa se lança como um profissional numa certa área, se ela encontra dificuldades, ela vai dizer: “as pessoas são muito competitivas”, “o salário é muito baixo”, “isso aqui é muito difícil”, “eu não estou preparado” “eu estou preparado, mas eles não me reconhecem”, “eu não estou no lugar certo”. Sempre tem uma tensão. Eu já vi várias coisas, por exemplo, tem pessoas que adoecem no ambiente trabalho, elas geram erupções na pele, elas geram dor de estômago, elas geram diarreia, elas emagrecem, elas passam mal. Tem pessoas que ficam nervosas, tem pessoas que ficam ansiosas, autoritárias, briguentas, pessoas que aumentam a pressão, elas vão fazendo assim, elas se queixam do ambiente, elas vão tentando obter algum tipo de compensação, e é perfeitamente natural.” – Lama Padma Samten.

Antes de mais nada, precisamos entender porque nos sentimos tão insatisfeitos com nosso trabalho (e com a vida em geral, não é mesmo?). A resposta não poderia ser mais simples, como foi dito anteriormente, nós esperamos que coisas externas nos compensem. Nunca seremos felizes se esperarmos por coisas que dependem de outras coisas, ou seja, fatores externos.

O treinamento da mente

Nós podemos treinar nossa mente para aprender a lidar sabiamente com a questão do trabalho. Esse treinamento se dá através da meditação. A prática da meditação é capaz de adicionar lucidez e atenção plena em nossas vidas, fazendo o que nossa reação seja diferente quando passarmos por uma experiência estressante ou infeliz no trabalho.

Quando por exemplo o chefe nos irritar, podemos ter vontade de enforcá-lo com as mãos, ou simplesmente respirar fundo e procurar entender o motivo da reação dele, o motivo pelo qual ele está agindo de tal forma, isso é ter lucidez.

Com essa prática, nós conseguimos autossustentar nossa energia, ou seja, é um processo semelhante ao que o sol faz, quando ele transforma átomos de hidrogênio em átomos de hélio, causando a reação nuclear que libera a energia e calor. Ele não precisa de fatores externos para liberar energia, tudo está dentro dele. Nós possuímos o mesmo sistema, toda fonte de energia e felicidade está dentro de nós, mas para liberar toda essa energia, primeiramente precisamos aprender a gerá-la sem a necessidades recorrer a fatores externos.

Não estamos falando de uma verdade absoluta, você pode testar e ver se funciona, se não funcionar, você pode largar e seguir outra alternativa.

Uma outra perspectiva:

No começo desse texto eu apresentei 4 sinais que revelam “a verdade”, porém esses sinais estão longe de ser uma verdade absoluta. Agora que você já sabe que é possível trabalhar e ser feliz, nós podemos resinificar essas afirmações:

1. Você se sente forçado a trabalhar.

Essa ideia de que no sentimos forçados a trabalhar, nada mais é do que nossa mente criando um argumento para justificar a insatisfação com o trabalho. Muitas pessoas mudam de emprego achando que em outro lugar vão ser mais felizes, no entanto, quando menos se esperam, acabam surgindo outros problemas. É um circulo vicioso, nós sempre vamos encontrar novos desafios em nossas vidas, o que vai determinar nosso bem-estar é como vamos lidar com esses problemas. Nós podemos sempre ficar fugindo deles, ou podemos trabalhar com lucidez para solicioná-los e claro, procurar ajudar outras pessoas nesse processo.

2. Você tem um chefe.

Seu chefe é um ser, assim como você. Ele também tem problemas, necessidades e também quer ser feliz – assim como você. Se as pessoas reconhecem ele como um chefe, significa que ele possui conhecimentos ou recursos para isto, e nada impede de você também desenvolver recursos e obter conhecimento para também ser reconhecido com um chefe, se assim desejar.

3. Seu trabalho desperdiça seu tempo.

O que você faria se não estivesse trabalhando? Estaria ocupado fazendo outra coisa, não é mesmo?

Se você passou 8 horas do seu dia trabalhando em um escritório, você não pode dizer que seu tempo foi desperdiçado, você apenas usou esse tempo para desenvolver uma atividade e foi remunerado por ela. Todos nós possuímos as mesmas 24 horas, porém cada um usa seu tempo de forma diferente. Nada te impede de almejar usar seu tempo de uma forma diferente, para obter resultados diferentes.

4. Seu trabalho drena totalmente sua energia.

Lembra do exemplo do sol? Então nem preciso dizer que não é bem assim.

***

Sempre podemos olhar as questões da nossa vida sobre uma perspectiva livre, nós podemos dar outros significados, pensar em outras possibilidades, nada está preso em uma forma única. Nós criamos nossa própria realidade.